Formulário de Consulta

CÓDIGO:    SENHA:   
(Segunda via do boleto)

  • Página inicial
  • Fale conosco
  • Webmail
Rua José Antonio de Campos, 455 - Centro - Registro/SP - (13) 3828-6800 |

Kusutoshi Miyamoto

Imigrante japonês dedicou-se ao cultivo e fabricação do chá e ao beneficiamento de arroz

Nome de rua no Jardim das Palmeiras, Kusutoshi Miyamoto recebeu a homenagem de Registro por sua dedicação ao cultivo e fabricação do chá e, mais tarde, ao beneficiamento de arroz. Imigrante japonês, ele nasceu na Província de Wakayama-Ken em 1913. Aos 17 anos veio para o Brasil com a mãe e quatro irmãos, para tentar uma vida melhor. A intenção de retornar ao País de origem acabou abandonada diante das dificuldades enfrentadas por aqui. Ao desembarcar no Porto de Santos, a família seguiu para a região Mogiana, onde trabalhou duro nas fazendas de café.

 

Ao ouvirem falar da colônia japonesa fixada em Registro, decidiram vir para a região já que um dos grandes desafios era a comunicação com os brasileiros. Com sacrifício, adquiriram um sítio no Bairro Bamburral, onde se dedicaram ao cultivo do chá. Mais tarde, os irmãos Kusutoshi e Riyoshi Miyamoto montaram a fábrica de chá Flora.

 

Nesta época, Kusutoshi já havia casado com a também imigrante Mitsuko, que veio do Japão aos 2 anos de idade. O casal teve sete filhos: Toshimi (falecida), Setsuko (mora em São Paulo), Kimiko (São Paulo), Elza Akemi (São José dos Campos), Paulo (Registro), Nelson (falecido) e Emília (Registro).Paulo lembra que os pais sempre incentivaram os filhos a estudar. Desde pequenos, andavam quilômetros a pé para frequentar a escola.

 

A família mudou do Bamburral para a cidade por volta de 1965. Nesta época, Kusutoshi já era sócio no engenho de beneficiamento de arroz que funcionava nos prédios do KKKK. Paulo conta que o conjunto arquitetônico foi construído em 1913 para abrigar o escritório da imigração japonesa. Só mais tarde é que se transformou em engenho. Após o término da 2ª Guerra Mundial, o KKKK foi leiloado. Um dos barracões foi arrematado por Kusutoshi e outros dois sócios (das famílias Fukuda e Sakuma). O engenho de arroz funcionou até por volta de 1990 – seis anos antes, foi desapropriado e tombado como patrimônio histórico.

 

Depois de se mudar para a cidade, Kusutoshi Miyamoto desfez a sociedade e deixou a fábrica de chá para o irmão. Em 1966, abriu o comércio Chá Flora. A loja de presentes foi um desejo da esposa, dona Mitsuko, que também queria trabalhar. Kusutoshi se dedicou ao engenho de arroz enquanto pôde. Com problema de coluna, ele chegou a fazer cirurgia, mas o procedimento não teve o resultado esperado. Sem poder andar, ficou acamado por cinco anos. O imigrante morreu em 15 de agosto de 1984, aos 71 anos. A esposa, Dona Mitsuko, está hoje com 97 anos e continua em Registro, onde vive sob os cuidados do filho Paulo.


NOVOS ASSOCIADOS

PARCEIROS

CNA Sicredi ACCredito Manual de Integração - De olho no imposto Impostometro PROE Portal Educação ACCertifica
REDE SOCIAL

Logotipo rodapé Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Registro
Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Registro
Rua José Antonio de Campos, 455 - Centro - Registro/SP
mkt@aciar.com.br

Desenvolvido por SOPHUS TECNOLOGIA