Logotipo da entidade

Consultas Boa Vista SCPC

Presidentes


ACIAR

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL, INDUSTRIAL E AGROPECUÁRIA DE REGISTRO

Data da Fundação – 17.02.1970

 

Jane Campos Duquinha Soares - 2022-2024

Nasceu na capital paulista e veio para Registro no ano 2000 como funcionária da CREFISA. Depois de um ano em Registro, ela trabalhou na empresa em outras cidades, incluindo Salvador, Bahia, onde ficou mais de um ano. 
Depois que saiu da CREFISA, Jane aceitou proposta da Losango, para gerenciar uma unidade em São Vicente, na Baixada Santista.
Jane é filha única e seus pais, Maria Helena e Nicio, a acompanharam na mudança para Registro. Jane foi trabalhar em outras localidades. Seus pais ficaram em Registro, para onde ela voltou, em 2003, quando decidiu criar a CRED JÁ, ao lado de Alexsandro Silva Soares, seu sócio e marido. 
Também trabalhou como estagiária na Caixa Econômica Federal e na área administrativa na Vicunha Tecelagem.  Ela é formada em Processos Gerenciais e participou da Empretec (SEBRAE), Up Leader e Fire e Mastermind.

Mãe de Henrique, Gustavo e João Rodrigo, Jane Campos Duquinha Soares é associada da ACIAR desde 2012 e integra a diretoria da entidade desde 2016, tornando-se a segunda mulher a presidir a entidade. Seu lema de vida: “Sacrifício temporário e benefício duradouro”.

 

 

Daniel Muniz de Paulo – 2018-2020 / 2020-2022

Daniel associou-se à Aciar em 2003, passando a participar ativamente dos eventos realizados pela entidade. Em 2012 foi convidado por Renato Zacarias para integrar sua diretoria. Em seus dois mandatos, nos biênios 2018/2020 e 2020/2022, liderou ações visando o fortalecimento da Associação Comercial e, consequentemente, do comércio, de forma a garantir maior participação dos associados na entidade.

Em seu primeiro mandato, a ACIAR realizou os eventos como o Dia do Comerciante, Mulheres Empreendedoras – Pérolas da ACIAR, e entre outras ações, conquistou o Prêmio AC Mais, da FACESP.

Logo no início do segundo mandato, veio à pandemia do coronavírus impondo o fechamento do comércio e Daniel Muniz de Paulo comandou uma serie de ações, reivindicando flexibilização nos decretos municipais e estaduais, conquistando delivery para todas as atividades e mostrando que os comerciantes não eram os vilões da pandemia.

 

Renato Zacarias dos Santos – 2012-2014 / 2014-2016 / 2016-2018

Renato ocupou o cargo por três mandatos consecutivos. Sob seu comando, a diretoria da ACIAR escreveu importantes capítulos na história do comércio de Registro e do Vale do Ribeira, além de consolidar a Associação Comercial como uma das entidades de maior prestígio na região. Nos anos de 2015 e 2016 a ACIAR conquistou o Prêmio AC Mais, concedido pela FACESP, respectivamente nas categorias “Boas Práticas da BVS” e “Produtos e Serviços” disputado por 258 associações. O Núcleo Vestir e Calçar, do projeto Empreender Competitivo, foi homenageado no Congresso Estadual da FACESP 2015. Essas conquistas demonstram que a ACIAR está no caminho certo, atuando com o objetivo de cumprir sua missão junto aos associados e à comunidade. Algumas ações da ACIAR ficarão definitivamente marcadas na história de Registro, como o Encontro Mulheres Empreendedoras e o I Fórum Empreendedor do Vale do Ribeira. Junto com a diretoria da ACIAR, Renato Zacarias buscou incansavelmente a criação e a liberação do Sindicato do Comércio Varejista do Vale do Ribeira (Sincovvale), após 4,5 anos de luta conseguiu o registro da carta sindical junto ao Ministério do Emprego e Trabalho, possibilitando assim que os comerciantes da região tenha um instrumento de luta e defesa dos seus interesses no âmbito sindical.

 

Henrique Rodrigues Wolf – 2010-2012

Tendo como principal meta ampliar e aproximar os associados da ACIAR, Henrique Rodrigues Wolf realizou o projeto “Novos Rumos: Bom dia, Comerciante”, para ouvir sugestões e conhecer as principais necessidades dos empresários locais. Foi também em sua gestão que a ACIAR fechou parceria com a Certificadora Certisign para emitir a certificação digital, assinou convênio com a Boa Vista Serviços para administração do SCPC e implantou o Clube de Descontos com carteirinha para associados. A Associação se posicionou contra o projeto de lei que permitia a abertura do comércio de Registro aos domingos. O projeto foi vetado pela prefeita. Henrique também solicitou ao governador Geraldo Alckmin a não implantação do presídio e linha de financiamento para os empresários da região. Fechou parceria com a Sicredi para atender os associados com taxas diferenciadas.

 

Hélio Borges Ribeiro – 2008-2010

Em sua gestão, a ACIAR realizou o Concurso de Pratos e o Festival Gastronômico Sabores do Vale, com objetivo de valorizar os produtos da região na culinária. Foi também com o contador e advogado Hélio Borges Ribeiro que a Associação ampliou o concurso de Decoração Natalina para a categoria residencial, implantou o sistema de benefícios do cartão ACCREDITO, assinou convênio com o Senac para o programa “Menor Aprendiz”, ampliou e modernizou as instalações da ACIAR, inclusive com a implantação do auditório.

 

João Del Bianco Neto – 1998-2000 / 2000-2002 / 2004-2006 / 2006 -2008

João Del Bianco ocupou o cargo por quatro mandatos. Além de continuar o trabalho de incentivar a criação e o fortalecimento das associações comerciais em outros municípios do Vale do Ribeira, Bianco conquistou a aquisição da sede própria da ACIAR, paga com o dinheiro antes aplicado no aluguel. A implantação do Balcão do Empreendedor Jucesp, que trouxe para perto os serviços da Junta Comercial de São Paulo, a conquista do Dtcom – cursos à distância para aperfeiçoar o trabalho dos comerciantes, a integração das informações com a Rede Nacional de Informações de Crédito (RENIC), trazendo maior segurança nas vendas. Tudo isso contribui para a consolidação da ACIAR como ferramenta empreendedora do comércio registrense. Além disso, lançou o Concurso Fotográfico com objetivo de ilustrar o calendário confeccionado pela ACIAR e o Encontro de Empresários e Lojistas.

 

Benedito Gregório dos Santos – 1996-1998

Um dos destaques de seu mandato foi a mudança da sede da ACIAR, que passou de uma sala no Shopping Magário para um prédio em frente à Praça dos Expedicionários. Com espaço físico mais adequado, a Associação pôde ampliar também seus serviços. A ACIAR também passou a investir na informatização, com a implantação de programas mais sofisticados. O Serviço de Proteção ao Crédito ampliou sua área de consultas, antes apenas regional. E, em parceria com o Sebrae de Santos, a ACIAR realizou uma extensa programação de cursos voltados para o empresariado. Para atrair os comerciantes, a Associação já promovia uma verdadeira conscientização sobre a importância da melhoria do atendimento.

 

Pedro Dias – 1994-1995

Na gestão de Pedro Dias, a ACIAR foi responsável pela implantação do estacionamento rotativo, mas a Zona Azul foi abolida mais tarde, com a mudança de prefeito. Naquela época, as promoções já agitavam o comércio de Registro. Quem não lembra do Gastão Sortudo? A campanha que sorteava um prêmio todos os meses entre os consumidores. Ao final do ano, foi sorteado o prêmio máximo, um carro zero km. E o que dizer do Carnaval de Rua?  A ACIAR trouxe lanternas japonesas diretamente do Japão para enfeitar a avenida principal da cidade na gestão de Pedro Dias.

 

Ana Lourdes Fideles de Oliveira – 1992-1994 / 2002-2004

Presidente em dois momentos distintos, Ana Lourdes é, até agora, a única mulher a ocupar a presidência da ACIAR. Não que isso tenha feito alguma diferença, já que ela sempre contou com o apoio da diretoria e do comércio. No primeiro mandato, a maior dificuldade era a falta de recursos financeiros. O convênio com a Unimed deu um novo fôlego e contribuiu para aumentar o quadro de associados. Outras conquistas chegaram com o apoio da ACIAR, como a implantação do escritório regional do Sebrae, a própria Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e, mais tarde, a chegada do Programa Empreender. Em parceria com o Sebrae, o programa reuniu empresários do mesmo segmento para desenvolver estratégias conjuntas.

 

Edson Antonio de Oliveira – 1990-1992

Imagine a ACIAR sem computadores. Quase impossível, não é? Pois o responsável pela aquisição do primeiro computador da ACIAR foi o então presidente Edson Antonio de Oliveira, há cerca de 15 anos. E olha que foi difícil para ele convencer a diretoria de que a Associação precisava desse equipamento. Também pudera! Foi uma época traumática para todos. No dia em que Edson tomou posse, o então presidente Fernando Collor baixou a resolução que sequestrou a poupança dos brasileiros. E todo o dinheiro que a Associação tinha – que já não era muito - foi sequestrado também. Mesmo com dificuldades, a ACIAR continuou batalhando em prol do comércio.

 

Lázaro Gomes da Silva – 1988-1990

Também envolvido fortemente no Movimento Pró-Duplicação da BR-116, ele chegou a escrever uma carta com o próprio sangue na tentativa de sensibilizar as autoridades do governo federal. O sangue simbolizava as centenas de pessoas que morreram vítimas de acidente na rodovia. Outro fato marcante da gestão de Lázaro foi a luta pela regulamentação do Fundo de Desenvolvimento Econômico e Social do Vale do Ribeira. No final de seu mandato, a ACIAR promoveu o “Encontro para discutir Registro”, para debater questões como saúde, educação, ecologia, regularização fundiária, transportes, enchentes, desemprego, entre outros. O objetivo do encontro era elaborar o anteprojeto de lei que nortearia a aplicação do fundo.

 

Hiroshi Sumida (in memorian) – 1986-1988

Suas lutas ficarão para sempre gravadas na memória da ACIAR. Revirando os documentos antigos e recortes de jornais da Associação, é fácil encontrar matérias destacando o envolvimento de Hiroshi Sumida nas questões regionais. A principal delas, sem dúvida, foi o Movimento Pró-Duplicação da BR-116, o qual presidiu. Na época, a própria ACIAR sediou o movimento. Em um informe assinado pelo próprio Hiroshi Sumida, ele destaca que a ACIAR ajudou, apoiou e organizou o processo de reivindicação da duplicação da BR-116, culminando com duas históricas paralisações da rodovia em Registro, em 1987, e em Juquitiba, no ano seguinte.

 

Manoel Raimundo Rodrigues de Oliveira - 1984-1986

Com o desafio de atrair associados, Manoel Raimundo de Oliveira assumiu a presidência da ACIAR em 1984. Teve sua gestão marcada por campanhas e promoções para incentivar as vendas e enfeites de Natal nas ruas para atrair consumidores e visitantes para Registro. Foi durante seu mandato que ocorreu a polêmica da mudança do nome da Avenida Jonas Banks Leite que, na época, chamava-se avenida Fernando Costa.

 

João Camilo Neto – 1980-1982

Protagonizou talvez a eleição mais concorrida da ACIAR, com direito até a carro de som nas ruas. Apesar da pressão política, João Camilo venceu com folga seu oponente. E sua gestão ficou marcada justamente por promover a integração entre os comerciantes. Durante o período, a ACIAR realizou quermesses, criou o evento “Personalidade do Ano” e promoveu a Olimpíada do Comerciário, reunindo mais de 500 esportistas em várias modalidades.

 

Elói Ribeiro - 1977

Assumiu o cargo por ocasião da transferência do então presidente Olvino Batista. Uma época difícil, porém de crescimento para Registro. Foi na década de 1970 que a cidade passou a receber infraestrutura básica. E a ACIAR sempre esteve muito envolvida com as questões de desenvolvimento, cobrando inclusive dos prefeitos a expansão da energia elétrica e do saneamento básico para os bairros da zona rural e melhoria das estradas para escoação dos produtos.

 

Olvino Batista de Oliveira - 1976

Participou ativamente da criação da ACIAR. Então gerente do Banco Bandeirantes, oferecia assistência para oficializar os trâmites burocráticos da fundação da entidade. A realização da primeira assembleia da ACIAR foi em uma sala do Banco. E assim que foi criada, a Associação passou a defender os interesses do comércio registrense. Alguns meses após assumir a presidência da ACIAR pela primeira vez, Olvino foi transferido para o Paraná.

 

Salvador Campanucci - 1974/1975 – Presidente substituto

A criação do Serviço Central de Proteção ao Crédito – o SCPC – foi o fato mais marcante de seu mandato. A dificuldade maior não foi implantar o serviço, mas convencer os comerciantes a enviarem a lista de seus devedores. Naquela época, a ACIAR tinha apenas um funcionário e contratar mais duas pessoas para operar o SCPC também não foi fácil, devido à escassez de recursos financeiros.  Como não havia computador, tudo era feito manualmente, nas fichinhas. E os comerciantes ainda se recusavam a informar os nomes dos devedores. Enfim, foi uma verdadeira batalha conscientizar o comércio de que o SCPC é uma forma de proteger os negócios. 

 

Ernesto Hargeheimer – 1974-1975 (5 meses)

 

 

João Perez (in memorian) – 1970-1972/1978-1980

A Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Registro surgiu da vontade de um grupo de amigos. A ideia inicial era expandir a Festa do Chá – evento realizado apenas entre produtores e industriais do chá. No grupo havia pouco mais de meia dúzia de pessoas, entre elas, Olvino Batista de Oliveira e João Perez Soler – que foi então o primeiro presidente eleito da recém-criada ACIAR, cargo que ocupou por mais três mandatos. João Perez pregava a unidade entre os comerciantes e levantava a bandeira da criação do Distrito Industrial. O evento que premiava o “Comerciante do Ano” era marca de sua gestão e um dos destaques do município, divulgado por toda a imprensa regional.